O QUE É GLUTAMINA, QUEM PODE TOMAR E ONDE COMPRAR?

Data: 21/01/2021 | Metabolismo Imunidade Massa Muscular

Com tanta influência da mídia para uma vida saudável e um corpo perfeito, as pessoas estão inclinadas a mudanças de hábitos, praticando atividade física e levando um estilo de vida mais saudável. Para isso, estão frequentando academias e procurando acompanhamento nutricional. Associado aos novos comportamentos, depara-se com a crescente oferta de suplementos alimentares como a Glutamina.

Atualmente há excesso de informações sobre suplementação voltada para os praticantes de atividade física e frequentadores de academia, e, por isso, este artigo tem objetivo de esclarecer e informar nossos leitores acerca do uso da suplementação de Glutamina.


Glutamina – O que é?

A glutamina é o aminoácido livre mais abundante no plasma e no tecido muscular, sendo também encontrada em concentrações relativamente elevadas em outros tecidos corporais para equilíbrio e o funcionamento normal destes, com destaques para o sistema imune e intestino.


Vamos entender melhor o que é a glutamina:

A glutamina, como mencionado acima, é o aminoácido mais abundante no corpo humano, onde 80% é produzida pelo organismo e 20% vêm da alimentação através do consumo de proteínas (carne, frango, leite, ovo, leguminosas). Trata-se de uma das moléculas que formam a proteína necessária para nutrir e reparar tecidos diversos (pele, unha, músculos, órgãos).


Para que a glutamina é indicada?

Eventos cirúrgicos, queimaduras, HIV, câncer e exercícios físicos intensos e prolongados são algumas situações em que se observa que o consumo de glutamina excede a capacidade de síntese corporal.


As células do cérebro, pulmões, coração e tecido adiposo são produtoras regulares de glutamina, enquanto que as células do intestino, sistema imune, rins, baço e pâncreas são consumidoras. Já os músculos esqueléticos e o fígado podem tanto produzir, quanto consumir glutamina, dependendo das condições fisiológicas.


Desta forma, a suplementação da glutamina é utilizada como recurso ergogênico, atuando na atenuação da lesão, inflamação e imunossupressão no exercício aeróbio intenso e exaustivo.


Com o treinamento intenso e prolongado, pode diminuir a taxa de liberação de glutamina do músculo esquelético e/ou elevar a taxa de captação de glutamina por outros órgãos ou tecidos que utilizam o aminoácido para formar glicose pelo fígado e rins, limitando a disponibilidade de glutamina para as células do sistema imunológico, causando imunossupressão.


A Glutamina é um suplemento também muito utilizado para a melhora na imunidade em pacientes críticos de queimaduras ou traumas, pacientes submetidos a cirurgias e/ou à radio/quimioterapia e em estados de imunodeficiência HIV/AIDS, trazendo respostas fisiológicas importantes, a exemplo do aumento da imunidade. Estudos apontam que a suplementação de Glutamina promoveu redução de infecções e o tempo de internação em pacientes críticos.


Como posso encontrar a Glutamina e onde comprar?

A glutamina é comercializada usualmente como L-glutamina em cápsulas ou pó. A quantidade diária recomendada é de 10 a 15 g para atletas, dividido em 2 ou 3 doses, e de 20 a 40g para outras situações que devem ser sempre avaliadas pelo médico.

Pode ser comprada em farmácias de manipulação, drogarias e lojas de suplementos alimentares. 


Como usar a Glutamina?

A dieta aliada ao exercício intenso e prolongado apresenta a capacidade de alterar as concentrações plasmáticas de glutamina, de acordo com a quantidade de cada macronutriente oferecido antes da realização da atividade física, através de estratégias nutricionais cuidadosamente delineadas.


 Para a ingestão deste suplemento e sua dosagem, é necessário um profissional qualificado para adequar as quantidades de nutrientes na alimentação e na suplementação, que são determinados pelas características individuais (idade, gênero, estado de saúde perfil antropométrico, etc.), atividade física praticada, tais como a intensidade, duração, frequência e histórico de treinamento do indivíduo.


A glutamina pode ser consumida com água ou misturada a algum outro tipo de bebida, como sucos e isotônicos. 


Contraindicação

Estudos apontaram segurança de sua administração e a isentaram de seus efeitos tóxicos, exceto em indivíduos com alguma desordem ou complicação hepática ou renal grave.


A Anvisa não recomenda o consumo de glutamina por menores de 18 anos, gestantes e mulheres que estão amamentando.

Biofase é a farmácia de manipulação ideal para você comprar ótimos produtos. Pode confiar, a Biofase manipula com perfeição a dose certa da L-Glutamina, exclusivamente para você. 


Referências

IORIO, Marllon Costa; AVELANEDA, Edelaine Fogaça. Glutamina Como Aminoácido Condicionalmente Essencial Para Aumento Do Sistema Imune. (2016). Disponível em:  file:///C:/Users/User/Downloads/11059-Texto% 20do% 20artigo-41310-1-10-20161128.pdf. Acesso em: 13 jan. 2021

 MOURA, Jéssica Marcela Carvalho De. SUPLEMENTAÇÃO DE GLUTAMINA EM DESPORTISTAS E SEUS EFEITOS NA IMUNIDADE: UMA REVISÃO (2018). Disponível em: https://www.ccecursos.com.br/img/resumos/nutricao-esportiva/tcc---j-ssica-marcela-carvalho-de-moura.pdf. Acesso em: 13 jan. 2021.

FERNANDES, Debora Soares. A UTILIZAÇÃO DA GLUTAMINA COMO SUPORTE NUTRICIONAL PARA PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA (2018). Disponível em: https://repositorio.uniceub.br/jspui/bitstream/235/12622/1/21708887.pdf. Acesso em: 13 jan. 2021.


Sandra Bonfanti

Farmacêutica