SILIMARINA – DESCUBRA SEUS BENEFÍCIOS!

Data: 19/12/2020 - Imunidade - Digestão

Você conhece a Siliamarina? Quais seus componentes ativos e os benefícios da Silamarina? Para que este fitoterápico é indicado? A Silimariana é um fitoterápico utilizado para doenças do fígado, mas tem outras funcionalidades que irá interessar a você.

SILIMARINA – DESCUBRA SEUS BENEFÍCIOS!

Vale lembrar que, o uso de qualquer medicamento exige uma avaliação médica. Caso queira saber sobre a Silimarina e seus benefícios, acompanhe-nos até o final do conteúdo e deixe um comentário caso possuir alguma dúvida.






O que é Silimarina?

A Silimarina é conhecida pelas propriedades antioxidante, anti-inflamatória e hepatoprotetor, atuando na proteção do organismo, principalmente o fígado.


A Silimarina é extraída da planta Cardo Mariano ou Cardo de Leite, seus dois nomes populares. Essa flor pertence ao grupo das margaridas e é rica em ativos medicinais.


Por isso, que a extração dos ativos medicinais é feita a partir da flor, folhas, sementes e frutos, onde serão utilizados para produzir os remédios e suplementos, que é consumida com outros suplementos.






Quais os componentes ativos presentes na Silimarina?


A Silimarina cujos os principais componentes são: Silibina, Silicristina, Silidianina e Isosilibina são encontrados em maiores concentrações nas frutas, sementes, e folhas da planta.


A Silibina é considerada o componente biologicamente mais ativo da silimarina. 

 





Quais os benefícios da Silimarina?

A Silimarina contribui para:


·       Melhorar o intestino e o sistema digestivo em geral;

·       modulando o equilíbrio da microbiota (pelo estímulo a proliferação de lactobacillus e bifidobactérias, o que teria importante efeito papel imunomodulador)

·       Tem ação anti-hepatotóxica, isso significa, ter ativos de proteção ao fígado;

·       Ajuda no tratamento de doenças hepáticas.


É um fitoterápico utilizado como coadjuvante no tratamento de doença hepáticas como:


·       Cirrose;

·       Hepatites crônicas;

·       Doença hepática associada ao consumo de álcool;

·       Exposição a toxinas ambientais.


Você ficou interessado pela Silimarina, continue lendo!

O tratamento com a Silimarina é complementar.







E como tomar:

Você pode encontrar a Silimarina tanto no formato de cápsula como em pó.

Pó de Silimarina: só misturar o pó na água e ingerir. 

Cápsula de Silimarinaas cápsulas são sempre uma boa opção pela praticidade.






Efeitos colaterais e contraindicação

É preciso cautela e procurar orientação médica antes de consumir a Silimarina. 

Eventos adversos da Silimarina são considerados baixos, porém quando consumidos em alta dosagem podem apresentar:

·       Efeitos laxativos

·       Náuseas

·       Desconforto epigástrico

·       Urticária

Suspender o uso da Silimarina em caso de alergia. Mulheres grávidas, lactante, pessoas com hipertensão é contraindicado.

Ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!


Referência:

AVELAR, Camila Ribeiro de. Efeito da Silimarina sobre indicadores bioquímicos em pacientes portadores de Doença hepática: Revisão sistemática com metanálise (2016). Disponível em:https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/30804/1/Disserta%c3%a7%c3%a3o_Nut_%20%20CAMILA%20RIBEIRO%20DE%20AVELAR.pdf. Acesso em: 06 dez. 2020.



Sandra Bonfanti

Farmacêutica