OXIGENAÇÃO DO SANGUE AJUDA EM QUE?

Data: 14/09/2021

Neste último ano, vivendo intensamente a pandemia e mergulhados por todos os meios de comunicação que nos cercam: rádio, TV, redes sociais, internet começam a nos familiarizar com palavras como: oxigenação, saturação, oxímetro, entubado, entre outros. Palavras pouco conhecidas para muitos, apenas quem já faz algum tratamento para doença respiratória crônica já tinha certa intimidade. Certo?

Como nosso sistema respiratório é o lugar que se alojam vários microrganismos patogênicos e também o Coronavírus, prejudicando de forma importante nossa respiração e, consequentemente a oxigenação, muitas pessoas buscam saber como podem aumentar os níveis de oxigênio no sangue.


Por que esta preocupação em aumentar a oxigenação do sangue? No que ela interfere? Devo me preocupar? Qual a relação de respiração e oxigenação? A oxigenação do sangue ajuda em que? 


A respiração é uma função vital para o ser humano e envolve componentes neurais, químicos e musculares, tendo como sua função primordial as trocas gasosas efetuadas entre os alvéolos e o sangue, fornecendo o oxigênio necessário para o metabolismo tecidual e removendo gás carbônico do sangue.


A oxigenação do sangue ajuda seu corpo a ter mais energia, vitalidade e disposição ao longo do dia. E, o que acontece quando seus níveis de oxigênio ficam muito baixos?


Quando a oxigenação do sangue fica abaixo de um determinado nível, você pode sentir sintomas como dores de cabeça, tonturas, falta de ar, confusão mental ou ansiedade.


Neste post vamos responder a todas as dúvidas que você pode ter e dar algumas dicas que podem auxiliar na melhora da oxigenação. 




QUAL A RELAÇÃO DA RESPIRAÇÃO COM A OXIGENAÇÃO?


A respiração é o processo fisiológico de oxigenação do organismo, essencial para o funcionamento de cada uma das células que compõem o corpo humano. A respiração é uma função automática realizada milhares de vezes ao dia.


A respiração correta melhora a capacidade pulmonar, pois os pulmões ficam mais elásticos e suportam um volume de ar cada vez maior, ficando mais fortes e resistentes. 


A respiração beneficia a saúde cardiovascular, pois não sobrecarga do coração, relaxa os músculos cardíacos e reduz a pressão arterial, além de favorecer o metabolismo celular. 


Uma Respiração correta durante o dia favorece um sono mais revigorante e reduz a incidência de insônia, uma vez que o corpo já se encontra mais relaxado e oxigenado na hora de dormir. 


Você sabia que a movimentação do diafragma durante a respiração profunda estimula os movimentos peristálticos do intestino, melhora a digestão e reduz a ocorrência de constipação. 


A respiração lenta, profunda e consciente é uma ferramenta eficaz para amenizar sensações de estresse e ansiedade, devido sua potente capacidade de relaxamento. Ao contrário, uma respiração rápida, curta e inconsciente leva a uma oxigenação reduzida do cérebro deixa o raciocínio confuso e sem foco, favorecendo reações impulsivas e mal deliberadas. O nosso cérebro exige oxigenação adequada para funcionar de maneira plena realizando todas suas funções cognitivas de maneira efetiva: atenção, concentração, memória, raciocínio lógico e compreensão. 




COMO REALIZAR A RESPIRAÇÃO CORRETA? 


A inspiração deve ser feita pelas narinas e a expiração pela boca, sempre em movimentos longos para encher e esvaziar os pulmões completamente. A região do abdômen (na altura do diafragma) deve inflar durante a inspiração, evitando que o ar se concentre na região superior do peito. A entrada e saída do ar deve acontecer sem que os ombros sejam tensionados ou movimentados para cima e para baixo. 




QUAIS OS VALORES NORMAIS DE SATURAÇÃO DE OXIGÊNIO? 


A medição da saturação é feita com o aparelho chamado de oxímetro de dedo colocado no dedo indicador. A saturação de O2 (oxigênio) normal deve indicar a oxigenação em 95% ou mais. Abaixo desses valores, a pessoa precisa passar por uma avaliação médica e exames. Mas, é comum em casos de gripes ou resfriados, a saturação ficar entre os 90 e os 95%, sem ser motivo de preocupação.




COMO AUMENTAR OS NÍVEIS DE OXIGÊNIO NO SANGUE? 


Aqui estão algumas práticas que ajudam a aumentar o oxigênio no sangue: 


1. Pratique atividade física regular 

A falta de atividade física, ou seja, uma vida sedentária, leva a uma capacidade pulmonar diminuída devido à falta de uso. Vamos entender: exercícios aeróbicos (caminhada, corrida, dançar, pedalar, pular corda, etc.) ajudam a absorver mais oxigênio quando respira e eliminar dióxido de carbono. Ainda, faz com que o coração bombeie mais oxigênio para os músculos e aumenta a circulação por todo o corpo. Quanto mais você se exercita, melhor será sua capacidade pulmonar e, mais alta sua oxigenação. Comece com pelo menos três vezes de 30 minutos de exercícios aeróbicos por semana. Lembre-se de conversar com seu médico ou profissional de educação física antes de iniciar ou alterar uma rotina de exercícios. 


2. Alimentação saudável 

Os alimentos crus contêm mais energia vital, o que aumenta os níveis de oxigênio no sangue. A hemoglobina, uma proteína das células vermelhas do sangue, ajuda a transportar oxigênio por todo o corpo. Alimentos ricos em minerais que aumentam a hemoglobina: fígado bovino, ostras, caranguejo, órgãos de peru, salmão, chocolate, batata, castanha de caju e sementes de gergelim. O ferro ajuda a promover a produção de hemoglobina no corpo, que transporta oxigênio para os pulmões e outros órgãos. O ferro ajuda a aumentar o oxigênio no sangue e vem em duas formas: heme (carne bovina, ostras, pato e cordeiro) e não-heme (enquanto frutas, vegetais e grãos). 


3. Pratique exercícios de respiração

Os exercícios respiratórios ajudam a aumentar os níveis de oxigênio, reduzir o cortisol e diminuir a ansiedade. Você pode fazer este exercício: deve respirar profundamente com o diafragma (elevando a barriga) - pode fazer deitado e, expirar lentamente. 


Inspire pelo nariz por pelo menos seis segundos, segure o ar por alguns segundos e solte por mais seis segundos. Em caso de desconforto, pode diminuir o tempo de inspiração, retenção e expiração. Pratique o exercício de forma consciente. 


4. Evite fumar 

Você deve evitar o hábito de fumar, pois diminui a capacidade pulmonar e pode causar doenças pulmonares, como a DPOC, hipertensão e doenças cardíacas. Fumar destrói pequenos sacos de ar nos pulmões que permitem a troca de oxigênio, levando seus órgãos a trabalhar mais para transportar oxigênio por todo o corpo.


5. Tome suplementos alimentares que aumentem os níveis de oxigênio. 

Você pode tomar suplementos de beterraba que ajudam aumentar os níveis de oxigênio, pois contêm grandes quantidades de nitrato, que é convertido em óxido nítrico. 


Referência


ZANOTO, Renan Vivas. Significado da prática da reaprendizagem respiratória para participantes de um programa orientado (2020).


Sandra Bonfanti - Farmacêutica